Milho, vacas e muito mais :-)

Depois de um lusco fusco por Brooklyn, continuamos a nossa aventura rumo ao desconhecido. Desta vez o objectivo era o Noroeste. Os primeiros quatro dias passaram-se a percorrer várias milhas e com paragens em Pittsburgh (Pennsylvannia) , FortWayne (Indiana), Des Moines (Iowa) e Mission (South Dakota). Como já nos tinham advertido, durante grande parte do caminho poderia surgir a indecisão entre tirar uma fotografia ao milho ou às vacas, visto que a paisagem apenas variava entre estas duas vistas 🙂

DSC00100

Milho

DSC00092

Vacas

A viagem para Pittsburgh passou-se bastante bem. Já não se pode dizer bem o mesmo da viagem para FortWayne, na qual fomos alvo de uma mudança de clima repentina (a temperatura desceu imenso) e pelo caminho ainda fomos surpreendidas por chuvas fortes.

FortWayne e muito frio!

FortWayne e muito frio!

O caminho para Des Moines foi calmo mas ficou marcado por termos demorado quase mais três horas que o previsto a chegar ao destino (e pela mudança da hora)! Neste trajecto também cruzamos o rio Mississipi. Como neste dia apenas chegamos já era de noite, pelo caminho tivemos o prazer de fazer uma “corrida” com o pôr-do-sol (uma vez que estávamos a ir para Oeste) que apenas nos deu um grande avanço já nós estávamos quase a chegar. À medida que nos aproximavamos de Mission a paisagem começou a mudar, e começamos a observar o relevo a surgir de forma progressiva.

Pôr-do-sol a caminho de Des Moines

Estrada a caminho de Mission

Estrada a caminho de Mission

Lago a caminho de Mission

Lago a caminho de Mission

DSC00211

A caminho de Mission

A paisagem tornava-se realmente bonita e lá entramos em Mission, que faz parte de uma reserva de índios nativos. Tivemos o prazer de ouvir variadas histórias acerca dos indígenas e desta tribo em particular, e de ficar com uma ideia geral de como se organizavam as coisas neste tipo de ambientes. Ao acordar neste território é possível observar um nascer do sol fascinante.

Nascer do sol em Mission

Nascer do sol em Mission

O dia seguinte era o primeiro dia em que iríamos conciliar a viagem de estrada com sítios que realmente queríamos visitar. Ao sair de Mission, começamos a dirigir através de uma estrada em que a proeminência do relevo se ia revelando cada vez mais e aos poucos iam aparecendo as “Badlands”. Foi uma passagem bastante subtil e quando demos por nós estávamos rodeadas por enormes picos que pareciam de areia molhada mas que na realidade até estavam muito secos. Entretanto a hora voltou a mudar…

Badlands National Park

Badlands National Park

Estrada através do Badlands National Park

Estrada através do Badlands National Park

Ao chegar a Rapid City seguimos directamente para Hot Springs, onde nos divertimos um pouco ao mesmo tempo que passeávamos. Nesta altura tomamos a rota para Norte tentando percorrer o caminho mais bonito através das Black Hills. Deste modo, e sempre acompanhadas pelas lindas paisagens deste local montanhoso, passamos pela Wind Cave (gruta de vento) e por entre as Needles (enormes pináculos de pedra), e já à noite “raspamos” no Crazy Horse e no monte Rushmore. Durante este percurso observamos diversos búfalos/bisontes, veados e  cães da pradaria que passeavam e comiam descontraidamente na estrada em que passávamos.

Lau em Hot Springs (Wyoming)

Lau em Hot Springs (Wyoming)

Início de Black Hills

Início de Black Hills

Needles (Black Hills)

Needles (Black Hills)

Cães da pradaria

Cães da pradaria

Búfalo/Bisonte

Búfalo/Bisonte

DSC00422

Búfalo/Bisonte de perto

DSC00431

Encontro com “veados” na estrada

Lua surpreende em Black Hills

Lua surpreende em Black Hills

DSC00513

Perto do pôr do sol (Black Hills)

No dia seguinte começamos por visitar o monte Rushmore com a luz do dia e percorrer os Pig Tails (série de curvas circulares onde se encontram túneis de um sentido focados/alinhados com as faces do monte Rushmore). De seguida seguimos para Norte e pouco antes de chegar a Deadwood apanhamos um atalho para a bonita rota Spearfish Canyon Scene Byway, na qual nos deparamos com as Spearfish Falls e fizemos uma pequena caminhada até às Roughlock Falls.

Nascer do sol em Rapid City

Nascer do sol em Rapid City

Mount Rushmore

Mount Rushmore

DSC00598

Enquadramento das faces do Mount Rushmore nos túneis

DSC00622

A caminho das Spearfish Falls

Pactola Lake

Pactola Lake

IMG_3030

Atalho por estrada de terra batida

DSC00672

Roughlock Falls

Roughlock Falls Trail

Roughlock Falls Trail

De seguida apanhamos o caminho mais rápido até à Devils Tower (já no estado de Wyoming) a fim de conseguir ver este incrível monumento natural antes de anoitecer. Estávamos pela primeira vez no verdadeiro “faroeste”!

Devils Tower

Devils Tower

O primeiro dia no Yellowstone esperava por nós! Pelo caminho estivemos algumas horas nas estradas que parecem não ter fim e ainda passamos em Cody onde vimos algumas coisas relacionadas com o Buffalo Bill (cujo verdadeiro sobrenome era Cody) e um lago muito bonito.

A caminho do Yellowstone National Park

A caminho do Yellowstone National Park

Momento alto :-)

Momento alto 🙂

Lago em Cody

Lago em Cody

De seguida demos então entrada no Yellowstone National Park. À medida que começamos a percorrer ficamos maravilhadas com as bonitas vistas ao longo de lagos e árvores a perder de vista. Logo no início deste passeio observamos também várias fontes termais, muitos sítios em que havia água a borbulhar e fumo a sair de um chão no qual as cores podiam variar bastante, quase sempre acompanhado por um cheirinho a sulfato inigualável.

Lago à entrada do Yellowstone

Lago à entrada do Yellowstone

Solo perto do Mud Volcano (Yellowstone)

Solo perto do Mud Volcano (Yellowstone)

DSC00853

Zona do caldeirão (Yellowstone)

Rio em Yellowstone

Rio em Yellowstone

Lower Falls e parte do Canyon (Yellowstone)

Lower Falls e parte do Canyon (Yellowstone)

Parte do Canyon (Yellowstone)

Parte do Canyon (Yellowstone)

DSC00929

Veado em pose delicada

Corvos a conversar

Corvos a conversar

DSC00956

Paisagem Yellowstone

DSC00973

Curvas do rio e canyon (Yellowstone)

Veados na vida selvagem

Veados na vida selvagem

Búfalos/Bisontes na vida selvagem

Búfalos/Bisontes na vida selvagem

Paisagem do miradouro (Yellowstone)

Paisagem do miradouro (Yellowstone)

Mammoth Hot Springs (Yellowstone)

Mammoth Hot Springs (Yellowstone)

Mas neste dia o centro da nossa atenção foi a vida selvagem. Para além de variados animais que nos rodeavam e que tentávamos não atropelar, contemplamos também parte de um episódio típico de vida selvagem: um urso pardo (grizzly bear) tinha matado um búfalo e estava deitado em cima do que sobrava dele; do outro lado do lago um lobo branco observava sozinho o urso à espera de uma oportunidade para “roubar” algo para trincar. Foi um momento bastante emocionante para nós e para muitos outros que por lá passaram!

Lobo em cena de vida selvagem

Lobo em cena de vida selvagem

Urso pardo deitado em cima de búfalo em cena de vida selvagem

Urso pardo deitado em cima de búfalo em cena de vida selvagem

No dia seguinte visitamos o Grand Teton National Park recheado de bonitas vistas das montanhas afuniladas e por vezes cobertas de neve. Foi pelas estradas deste parque que vimos pela primeira vez um urso preto (black bear) a passear pela rua.

Caminho para Grand Tetons

Caminho para Grand Tetons

Black Bear no caminho

Urso preto

Lago de castores

Lago de castores

Grand Tetons

Grand Tetons

Neve nos Grand Tetons

Neve nos Grand Tetons

Os Grand Tetons e nós

Os Grand Tetons e nós

Os Grand Tetons e nós

Os Grand Tetons e nós a saltar

De seguida fomos visitar a parte que nos faltava (e a mais famosa) do Yellowstone. Desta vez vimos cascatas de água quente e todas as outras deslumbrantes paisagens da mesma natureza que coloriam estas partes do parque das mais variadas cores. Quando já estávamos na nossa rota de saída do parque tivemos uma bela surpresa, um urso pardo fêmea e a sua pequenina e indefesa cria passeavam pela estrada em que passávamos. A cria era incrível e tinha cores ligeiramente diferentes. Apesar da mamã não ter gostado lá muito, foi irresistível não ficar um pouco a observar a “ursa maior” e a “ursa menor”.

DSC01104

Vista dos Grand Tetons de miradouro

Os s's do rio a caminho do Yellowstone

Os s’s do rio a caminho do Yellowstone

Cores do solo do Yellowstone

Cores do solo do Yellowstone

Urso pardo mãe com cria

Urso pardo mãe com cria

Urso pardo mãe atravessa a rua

Urso pardo mãe atravessa a rua

Susana em contraluz no Grand Prismatic Spring

Susana em contraluz no Grand Prismatic Spring

Parte do Grand Prismatic Spring

Parte do Grand Prismatic Spring

A "entrada" do Grand Prismatic Spring e a nossa sombra

A “entrada” do Grand Prismatic Spring e a nossa sombra

Old Faithful Geyser

Old Faithful Geyser

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s